segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Beneficios

O músculo é o que nos faz mover e é algo que se perde com a idade. Essa perda começa aos 25 anos, resultando numa perda de cerca de 10% aos 50. Entre os 50 e os 80, as pessoas perdem cerca de metade da sua força e cerca de 40% da sua massa muscular. O mecanismo exato responsável por esta alteração é desconhecido, mas pensa-se que esteja relacionado com alterações nas interações entre as células musculares e os nervos motores. A perda de músculo leva a um decréscimo do metabolismo e, consequentemente, o ganho de peso sem ser por ingestão de Calorias reduz-se (o que raramente acontece).

A perda de músculo associada com a idade pode levar a um número de problemas onde pessoas mais idosas podem não ter a força necessária para levantar pesos, levantarem-se de uma cadeira ou fazer todas as atividades diárias necessárias para uma vida independente. A musculação ou um treino de resistência podem realmente prevenir esta perda muscular. Até Agora, o treino de força tem sido o único método que se mostrou realmente efetivo em atrasar esta perda de músculo.

O exercício aeróbico não estabiliza a perda de músculo. Fisiologistas indicam que, idealmente, uma pessoa deveria começar a fazer exercícios de força antes dos 50 (embora nós na misc.fitness.weights sugiramos aos 20). Os benefícios não estão restritos a membros mais idosos da sociedade. Interessantemente, estudos mostraram que homens e mulheres com 87 anos experimentaram um aumento de força de 90% ao fim de 10 semanas de treino de resistência.

Se tiver a tensão arterial alta, diabetes, dores musculares ou qualquer condição cardíaca ou circulatória em especial, é essencial que visite o seu médico antes de começar. O treino de força tem mostrado aumentos da densidade óssea em mulheres pós-menopausa, ajudando a prevenir fraturas dos ossos. Além do mais, a musculação pode melhorar o controle neurônico dos músculos, o que pode prevenir os tipos de acidentes que normalmente causam fraturas ósseas aos mais idosos. A musculação pode também contribuir grandemente para o controlo da gordura do corpo. Além do mais, a musculação pode também ser altamente benéfica para aqueles que tenham tendência para a obesidade. Quanto mais estudos são feitos, mais e mais efeitos benéficos da musculação têm-se tornado evidentes.

Continue lendo...

Alimentação

taliment.jpg (4329 bytes)

Quando se trata de alimentação para musculação, muitos pensam logo em se encher de rango sem critério, que é só ir comento tudo que vem pela frente... Mas na verdade qualquer alimentação tem que ser bem balanceada, tanto para aqueles que praticam alguma atividade física ou para os sedentários.

A alimentação ideal para quem quer ganhar massa muscular praticando musculação é a alimentação à base de proteínas e carboidratos. A alimentação bem feita é primordial para bons resultados na prática de musculação. Mas é verdade também que a injestão de alimentos tem que ser aumentada, e muito, evite apenas o leite integral e "abuse" em carboidratos e proteínas, coma uma batata média cozida a cada 3h, que é o mesmo intervalo de tempo que você deve deixar entre uma refeição e outra no máximo. As proteínas das carnes são essenciais, portanto coma sempre no almoço peito de frango, as carnes vermelhas também estão liberadas. Após cada refeição tome dois copos de leite desnatado com 4 colheres de Supligem ou Ovomaltine.


As refeições podem ser assim definidas:

Café da manhã - Entre 7:00 e 8:00 Hrs.
Lanche - As 10:00 h aproximadamente
Almoço - As 12:30 h.
Lanche da tarde - As 15:00 h.
Lanche 1 hora antes do treino - geralmente 1 fruta.
Jantar - As 20:00 h.



O melhor período para ingerir proteína


O objetivo primário de um programa de musculação é romper tecido muscular de modo que se possa reconstruir de uma forma fortalecida. Exercício, descanso, nutrição e a utilização de gordura, hidratos de carbono e proteína são variáveis cruciais se o desenvolvimento do tamanho muscular é o nosso objetivo. De fato, são principalmente o descanso e uma nutrição especialmente apropriada que ajudam a reconstruir o tecido muscular danificado, o que permite que um culturista possa suportar cargas de intensidade progressivamente maiores. Culturistas mais sérios chegaram à conclusão que a nutrição, mais do que o treino, é o fator prioritário para o crescimento.

O meio mais eficiente de utilizar as quantidades adequadas de nutrientes para uma utilização otimizada é dividindo a ingestão calórica ao longo de 6 refeições, espaçadas aproximadamente em cada 2,5 a 3 horas. Durante décadas, este método foi a base da maioria dos programas de culturistas mais sérios. Se o teu músculo não cresce, provavelmente o teu consumo de calorias é reduzido ou então estás a comer com pouca freqüência. Se é esse o teu caso, o melhor é continuar a ler este artigo! O melhor período Se deseja maximizar o teu potencial metabólico para o crescimento, reduza o excesso de treino e se previna das lesões. É tempo de aprender algo mais a respeito do melhor período para ingerir proteínas. Este período passa-se após o treino ou antes do descanso, durante o qual uma quantidade específica de proteína pode ser digerida e utilizada mais eficientemente.

O objetivo ou o uso deste período varia dependendo de que período estamos a falar: a proteína é ingerida tanto para prevenir a catabolização da massa muscular seca, como para reconstruir tecido e volumizá-lo. Um dos períodos mais significastes do dia é o que se segue ao treino. Muitos nutricionistas dizem que é imperativo ingerir hidratos de carbono nos primeiros 45 min após cada treino, de modo a estimular uma libertação elevada de insulina (isto é crucial, visto que a insulina vai estabilizar os níveis de açúcar no sangue). Este período poderá ser ainda mais importante do que as autoridades na matéria sugerem, porque pode estabelecer reservas de proteína para o anabolismo, o que induz ao crescimento muscular.

Enquanto que o corpo poderá ser razoavelmente tolerante no que diz respeito à sensibilidade à insulina, não tem contemplações no que diz respeito às necessidades protéicas. Após uma hora e meia de treino, o tecido muscular e os seus componentes aminoácidos foram rompidos e necessitam agora de absorver nutrientes para a reparação e crescimento desses tecidos. Os músculos acabaram de passar por um intenso período de expansão e contração, acompanhados por um elevado fluxo de oxigênio nos tecidos funcionais.

Esse tecido muscular necessita agora de uma imediata assistência nutricional de modo a prevenir síndromas catabólicos e a manter um balanço de reparação. Se você ingerir quantidades apropriadas de proteína ao longo do dia, as possibilidades de ficares bem após um treino serão maiores, assumindo que cada refeição foi feita dentro do seu período de tempo correto. No entanto, se és daqueles culturistas que só ingerem proteína e calorias suficientes para manter a sua massa muscular seca - quando o objetivo é aumentar a massa seca - a deficiência torna-se um ponto crítico e o período pós-treino torna-se uma oportunidade extremamente crucial para a ingestão de proteína. Ingerir proteína antes das 2 horas após o treino - ou mais cedo, se for possível - permite que se estabilize um estado anabólico pela entrega de aminoácidos essenciais e nutrientes aos músculos para reparação de tecidos.

Providenciando proteína deste modo, vai permitir que o corpo se preocupe mais com a performance do que com a "sobrevivência". Este período para a ingestão de proteína nunca pode ser falhado, se o teu objetivo principal é a musculação e o crescimento muscular.

Musculação durante o sono:


Em conjunto com o período após o treino, outro período importante para a ingestão de proteína passa-se durante o nosso sono, enquanto o corpo esta em repouso. Muitos culturistas consomem proteína consistentemente ao longo do dia, mas sofrem geralmente de deficiências protéicas durante a noite. Estudos recentes indicam que os padrões de alimentação à noite viram-se para hidratos de carbono complexos e simples, tais como massas e fruta. Os hidratos de carbono não são necessariamente más escolhas, mas aumentá-los ao fim do dia talvez seja uma má escolha. Na musculação a nutrição e o "timing" são tudo.
No objetivo de arrancar o nosso sistema metabólico, é melhor começar o dia com quantidades substanciais de hidratos de carbono combinadas com quantidades moderadas de proteína. Conforme o dia progride, a dieta deverá geralmente incluir uma redução de hidratos de carbono e um aumento de proteínas e fibras vegetais durante as refeições da tarde e da noite.
Testes metabólicos concluíram que a melhor altura para a reparação dos tecidos é à noite, durante o sono. os meios metabólicos distribuem mais eficientemente a proteína pelos tecidos durante o sono do que durante qualquer outra hora do dia. Se a ingestão de hidratos de carbono for reduzida entes de dormir, o corpo entrará num estado suave de hipoglicemia durante o sono, criando uma elevada resposta de utilização metabólica de gordura durante a libertação do hormônio de crescimento e outros químicos e enzimas. Esta resposta é especialmente melhorada se houver atividade cardiovascular á noite.
Durante o sono, o corpo tem o potencial de poder utilizar quantidades extremas de gordura e libertar uma abundância de fluidos subcutâneos. Esta resposta durante o sono, tal como se relaciona com os níveis de cortisol e aldoesterona, pode criar uma plataforma a partir da qual o corpo pode utilizar mais eficientemente a proteína que foi ingerida ao longo do dia, particularmente a proteína consumida ao fim do dia. Baseando-se nesta informação, faz sentido ingerir uma quantidade significante de proteína á noite, imediatamente antes de dormir, em parte como uma resposta aos "travões" metabólicos, tais como aldoesterona e cortisol, e aos síndromas catabólicos.
Alguns treinadores, quando dão conselhos nutricionais a atletas geralmente tomam conhecimento do padrão típico de sono de modo a descobrirem quando é que se dá o sono com rápido movimento dos olhos (REM), uma resposta física que indica o começo de um sonho em sono profundo. Se for descoberto que um determinado atleta atinge o sono REM a uma hora em particular - 2 da manhã, por exemplo - é lhe sugerido que se levante 15 minutos depois dessa hora para comer uma refeição de proteínas - algo que possa ser rapidamente ingerido (cápsulas de aminoácidos, por exemplo) de modo a não interromper o sono durante muito tempo. Através desta técnica melhora-se a utilização metabólica da proteína para aumentar a recuperação de tecidos e o crescimento muscular.
Tal como foi dito antes, compreender o uso apropriado e a função dos períodos em que se deve ingerir proteína pode marcar a diferença entre um contínuo desenvolvimento muscular anabólico ou um síndroma catabólico. Treinar em excesso também é vulgarmente confundido com passar muitas horas no ginásio. Atualmente, esta paragem metabólica pode indicar uma nutrição imprópria. Atletas com excesso de treino reduzem a capacidade de reparação e desenvolvimento do tecido muscular, aumentam a probabilidade de virem a contrair lesões e diminuem a confiança necessária para manter um elevado nível de performance. Há que lembrar sempre que, para um programa de treino com sucesso, é necessário que carregues bem o corpo: treina e come inteligentemente. Maximiza o metabolismo individual do teu corpo ao seu potencial máximo. Atenção ao regime diário de proteína e hidratos de carbono. Não deixes o teu estilo de vida comprometer os teus padrões de alimentação. Ingere a comida como se fosse a gasolina usada num fórmula 1: come o suficiente para acabares a corrida e utiliza apenas gasolina de primeira nas quantidades corretas para melhorar a tua máquina muscular metabólica. A tua dieta deve ser consistente com os teus padrões de treino e com os teus objetivos físicos. Mantém um diário para registares o teu consumo de comida e para descobrires qual o sistema nutricional que funciona melhor em ti. E é importante não esquecer o melhor período para tomar proteínas...


Dieta Gracie

Esta dieta não está relacionada ao treino de musculação

O professor Carlos Gracie, irmão de Hélio Gracie, além de um super atleta e iniciador das técnicas Gracie, é um nutricionista excepcional e que conseguiu estabelecer uma tabela de alimentos quimicamente combinados e geradora daquela saúde extraordinária de todos os Gracie.

3 dicas que irão ajudá-lo:

  • Não beba;
  • Não fume;
  • Tome um copo de água logo ao se leventar e outro antes de dormir.

Tabela de alimentos quimicamente combinados pelo Prof. Carlos Gracie:


Grupo A

Abacate, abóbora, abobrinha, açaí, acelga, agrião, aipo, alcachofras, alface, alho, alho-porro, almeirão, amendoas, amendoim, aspargos, avelãs, azedinha, azeite, azeitonas, bacaba, berinjela, bertalha, beterraba, brócolis, buriti, cacau, camarão, caranguejo, carnes, caruru, castanhas, cebola, cenoura, chuchu, côco, couve, ervilha, espinafre, lagosta, lula, manteiga, milho verde, nabo, nozes, palmito, peixes, pepino, polvo, tomate cru, vagem.

Alimentos que combinam entre si e mais um dos alimentos do GRUPO B


Grupo B

Aipim, arroz, aveia, batata-doce, cará, centeio, cevada, farinha, feijão seco, grão-de-bico, inhame, lentilhas, macarrão, milho seco, tremoço, trigo e derivados

Alimentos que não combinam entre si.


Grupo C

Açúcar em geral, ameixas doces, banana assada, caqui, côco verde, figos frescos, goiaba, jaca, karo, laranja-lima, Lima, maçã, mel de abelhas, melão, melancia, mamão, peras, queijo-de-minas, queijo prato, ricota, requeijão, catupiri, uva moscatel
Chás : Camomila, casca de limão, casca de maçã, erva cidreira, erva-doce, funcho, mate ou preto, café e café de cevada.

Alimentos que combinam entre si e mais um dos alimentos do GRUPO B, desde que não sejam preparados em gordura ou similares.


Grupo D

Abacaxi, ameixa, araçá, bacuri, cajas, cajú, carambola, cereja, cidra, coalhada, cupuaçú, damasco, framboesa, graviola, jaboticaba, laranja ácida, limão, maçã ácida, manga, maracujá, marmelo, morango, pêra ácida, pêssego, pitanga, romã, tamarindo, tangerina, uva ácida.

Estes alimentos não combinam entre si nem com os outros alimentos.


Grupo E

Banana crua

É COMPATÍVEL COM: ameixas, caqui, creme de leite, leite, laranja-lima, lima, maçã, mamão, melão, melancia, peras, queijos, sapoti.

É INCOMPATÍVEL COM: abacate, açúcar, azeite, caldo de cana, frutas ressecadas, frutas oleaginosas, manteiga, mel de abelhas, melado, óleos e gorduras em geral e com todos os alimentos do Grupo B.


Grupo F

Leite

É COMPATÍVEL COM: Alimentos do grupo B, banana crua ou assada, sacarina, gema de ovo cozida.

DERIVADOS: Coalhada, Kefir, Iogurte.

É INCOMPÁTIVEL COM: Alimentos do Grupo A, Abacate, açúcares, alimentos doces, azeitonas, carnes em geral, clara de ovo, frutas secas, óleos e gorduras.


Grupo G

Creme de Leite

É COMPÁTIVEL COM: Alimentos do grupo B, abacate, abóbora, banana crua ou assada, gema de ovo, leite e derivados, maçã crua, pupunha.

É INCOMPÁTIVEL COM: Carnes, clara de ovo, óleos e gorduras, frutas ressecadas, frutas doces e verduras.


Não comer jamais carne de porco e seus derivados.

Evitar comer doces e alimentos enlatados em calda, pimenta-do-reino, cravo-da-índia, canela, mostarda, picles e vinagre.

Obs.: Para que os alimentos não entrem em conflito químico, é necessário que se mantenha um espaço mínimo de 4 horas e meia de uma refeição para outra.


Receita (1800 calorias)

Café da manhã Suco de 1/2 mamão papaia com 1 laranja; 2 fatias de pão de centeio; 1 fatia pequena de ricota; 4 uvas passas.
Almoço 1 prato de sobremesa de salada mista (bertalha, chicória, couve e clara de ovo cozida); 1 prato de sobremesa de macarrão integral com alho e uma colher de chá de azeite; 4 colheres de sopa de chuchu no vapor, temperado com sal e limão; 1 peito de frango grelhado; 1 copo de suco de beterraba.
Lanche 1 torrada de soja; 2 fatias de queijo-de-minas; 1 copo de suco de melão.
Jantar 6 colheres de sopa, rasas, de arroz integral; 1 filé de linguado no forno com alcaparras; 4 colheres rasas de legumes no vapor; 1 prato de sobremesa de salada de folhas verdes; 1 copo de agua de côco.

Continue lendo...

Perguntas freqüêntes de iniciantes

1 - Comecei a treinar apouco tempo e quero ficar grande. Como devo começar?

Levante pesos grandes (de forma adequada). Coma muito. Evite treinar em excesso. Exercícios curtos, mas intensos são provavelmente o melhor tipo de exercício para estimular o crescimento muscular enquanto se evita o excesso de treino. Algumas pessoas preferem o Treino de Alta Intensidade (TAI) de baixo volume (pouco peso). Alguns seguem uma aproximação mais moderada de volume. Outros preferem levantamentos de alto volume (muitos exercícios, muitas séries, etc.) Outro método de treino normalmente seguido é a Periodização. Culturistas avançados seguem freqüentemente programas que não são convenientes para iniciados. Não siga o programa de treino de outra pessoa, desenhe o seu próprio.

2 - Devo trabalhar o corpo inteiro em cada treino?

Certamente. Treinos de corpo inteiro tornam normalmente mais eficiente o uso do tempo. Naturalmente, não há nenhuma razão para não poder trabalhar grupos musculares diferentes em dias diferentes. No entanto, para um novato é menos possível treinar em excesso qualquer parte individual do corpo se estão a trabalhar o corpo inteiro por cada treino.

3 - Quantos exercícios eu devo fazer por grupo muscular?

Alguns sugerem só um exercício por grupo muscular. Outros preferem fazer 4 ou 5 exercícios diferentes para um único grupo muscular. Tenha em mente que o entusiasmo em demasia para os pesos leva freqüentemente ao excesso de treino, daí que a moderação é a chave até que se descubra o que trabalha melhor no seu corpo.

4 - Quantas séries eu devo fazer por exercício?

Alguns sugerem que depois de os músculos estarem completamente aquecidos (depois de fazer umas séries de aquecimento com pesos leves) deve-se fazer uma série até ao esgotamento. Outros sugerem que se deve fazer entre 2 a 4 séries até ao esgotamento em cada exercício. Quase todos concordam que se fizer mais de 30 séries para qualquer parte individual do corpo, você está definitivamente a treinar em excesso (supondo que você segue essas séries até ao esgotamento) ou então, a desperdiçar o seu tempo (supondo que você não segue essas séries até ao esgotamento).

5 - Quantas repetições eu devo fazer?

Quando se está aquecendo você deve ser capaz de completar mais de 12 repetições com facilidade. Em séries até ao esgotamento, o músculo deverá se esgotar entre a 5ª e a 12ª repetição. Se você conseguir fazer mais de 12 repetições durante o exercício, então você deverá aumentar o peso. Lembre-se de que há dois componentes na construção de massa muscular - a carga colocada no músculo e o tempo sob tensão.

6 - Quantas vezes por semana eu devo treinar?

Alguns iniciados fazem bons progressos treinando o corpo inteiro três vezes por semana, um na 2ª, um na 4ª e um na 6ª feira, por exemplo. Outros iniciados requerem mais tempo de recuperação e têm ganhos treinando o corpo inteiro só uma vez por semana. As pessoas diferem de umas para as outras e assim também o são os grupos musculares. Alguns músculos podem ser treinados mais freqüentemente que outros. Descubra uma rotina que lhe seja confortável e que lhe permita fazer progressos. Se você não está tendo nenhum progresso, considere a possibilidade de estar treinando em excesso (muito comum) ou mesmo treinando pouco (menos comum).

7 - Devo preocupar-me com a quantidade de peso que levanto?

Inicialmente, não. O mais importante para um novato é aprender a técnica de cada exercício adequadamente. No entanto, o princípio básico da musculação é o sobrecarregamento progressivo. Deve aumentar o peso (carga) de modo a que o músculo seja forçado a adaptar-se ao aumento de tensão. "Balançar" e mover os pesos muito rapidamente não manterá a tensão muscular e não provocará o crescimento e esforçará as articulações desnecessariamente. Lembre-se que, para culturistas, a meta não é levantar os pesos. O halterofilismo, para culturistas, é meramente um método de esforçar os músculos. Um culturista deve trabalhar o músculo, ou o grupo muscular, focado em cada exercício, não tente levantar o peso de qualquer forma. Há uma diferença entre levantar um peso e trabalhar um músculo, embora basicamente se baseiam em usar uma forma e técnica adequadas. Por exemplo, se os seus dorsais inferiores encontram-se sob tensão ao fazer curls (de bíceps), você deve prestar mais atenção em trabalhar os bíceps, e não tentar levantar bastante peso atirando as costas para trás. Comparar-se a outros culturistas é também desnecessário. Toda a gente começa num nível diferente.

8 - Quais os melhores exercícios para um principiante?

O agachamento, supino com halteres, elevações na barra, press militar sentado, peso morto, supino inclinado com halteres, remada inclinada com halteres. Estes exercícios são considerados os melhores porque são movimentos compostos que envolvem o movimento de muito peso enquanto trabalham vários grupos musculares diferentes. Estes são os tipos de exercícios que o farão crescer, não são movimentos de concentração.

9 - O que é o TAI?

Treino de Alta Intensidade. É um método de treino que acredita em reduzir o número de séries por exercício. Não são feitas séries de aquecimento com a crença de que as primeiras repetições de cada exercício são suficientes. Cada série é feita em intensidade muito alta até ao esgotamento total. Numa sessão típica de TAI, podem ser realizados entre 15 a 20 exercícios diferentes de uma única série no espaço de 1 hora, atingindo o corpo inteiro com cerca de 2 minutos de descanso entre séries. Um "TAI Jedi" não acredita em rotinas separadas, onde partes diferentes do corpo são treinadas em dias diferentes (o que permite mais tempo por grupo muscular). Entre outros benefícios, o TAI é um meio eficiente de ganhar tempo de treino.

10 - O que é a Periodização?

A Periodização é um método de treino onde ao fim de uma série de semanas o número de repetições em cada série é reduzido e os pesos aumentados. A idéia por trás de tudo isto é levar os músculos ao crescimento variando as repetições e os pesos. A parte teórica da Periodização revolve ao redor da idéia de que uma pessoa não pode treinar sempre a 100% de intensidade e de que o corpo realmente pode necessitar de alguns períodos de treinos com pesos mais leves e com repetições variáveis permitindo a recuperação. Além do mais, a Periodização baseia-se na idéia de que nem todos os tipos de fibras musculares podem ser treinadas usando os mesmos esquemas de repetições. Muitos halterofilistas seguem alguma forma de Periodização de forma a atingirem o pico para uma competição.

11 - O que é um "Hardgainer"? / O que é uma rotina de "Hardgainer"?

Um hardgainer (HG) é alguém quem tem uma genética que não permite ganhar músculo rapidamente. Este tipo de pessoas tipicamente não responde a grandes volumes e freqüências de treino. Foi calculado que entre 60% e 95% da população são hardgainers. As rotinas de HG usam baixos volumes e freqüências de treino. Uma rotina de HG treinará normalmente cada parte do corpo não mais que uma vez por semana. Movimentos compostos (como agachamento e peso-morto) são favorecidos em relação a movimentos de isolamento (como extensões de perna ou curls de bíceps femural). Os hardgainers estão inclinados a treinar em excesso quando usam exercícios de alto volume/freqüência, a regra geral é "menos é mais".

Continue lendo...

Suplementos







Em breve estarão disponíveis listas de suplementos de acordo com as necessidades (ex: ganho de massa, queima de gordura, etc)

Se você tem dificulade de ganhar peso: COBAVITAL, COBAGLOBAL, ENZICOBA - aumenta o apetite, é um anabólico natural sem contra indicações.
Deve-se observar que para se ter ganho de massa devemos ingerir cerca de (1 - 2) X de seu peso em proteínas (g) diariamente.


Creatina Monohydratada - O que é e como funciona



OS MELHORES PRODUTOS DO MERCADO, segundo os especialistas:

Dr. Perini - farmacêutico bioquímico da aeronáutica e diretor da Bodylab Manipulação e Produtos Naturais.

Dr. Hélio Ventura - médico ortomolecular e responsável pela preparação suplementar de vários atletas de jiu-jitsu.

Dr. Roberto Borlido - um dos diretores do novo Centro de Aperfeiçoamento Nutricional, localizado na Barra da Tijuca.

Bill Philips - CEO da EAS, laboratório responsável pela fabricação de muitos produtos com crédito no mercado.


Dr. Perini

Na opinião do Dr. Perini, para se indicar o uso de suplementos alimentares, devem ser analisados os fatores principais tais como alimentação, objetivo do treinamento e o descanso. Em função de tais fatores, costuma-se indicar os hiperprotéicos (Metrx, Lean Body, RxFuel ou Myoplex) geralmente associados com o HMB, a Creatina Monohydratada, as Multivitaminas ou Multiminerais com ação antioxidante (Maxilife, Daily Formula, e etc.), os aminoá-cidos de cadeia ramificada (BCAA's) os agentes lipotrópicos ou metabolizadores de gordura (Fatburners, Carnitina, Endurox) ou os termogênicos (Ripped Fuel, Ripped Fast II), os anticatabólicos (Power Fuel, Anticatabolic Fuel ou Anticatabolic Universal), os hipercalóricos (Gainers 2500 e Gain Fast 1100) e muitas vezes alguns aminoá-cidos isolados como a glutamina, a arginina, ornitina e outros.


Dr. Hélio Ventura

O Dr. Hélio Ventura, que cuida de atletas como Alexandre Carneiro, o "Soca" e Roberto Magalhães, o "Roleta", lembra que para se fazer uma boa suplementação, é fundamental a boa alimentação e o bom treinamento, e avisa que todos os suplementos, usados inadequadamente, podem prejudicar ao invés de ajudar. Recomenda a consulta a nutrólogos e médicos ortomo-leculares ligados à medicina de exercícios.

Aí vai sua lista: Creatina no modo de monohydrato, continua sendo o suplemento de melhor relação custo/benefício, desde que utilizado adequadamente. É considerado um anabolizante saudável na suplementação esportiva, mas 4 em 5 pessoas não respondem ao tratamento. Existem algumas estratégias para facilitar e melhorar o uso.

HMB-Resposta boa no ganho de massa, e no mecanismo anti-catabólico.

L-Carnitina-Importante no transporte dos ácidos graxos e com efeito poderoso de queima de gordura em quem faz exercícios aeróbicos intensos. Difícil de ser encontrada pura, muitas vezes é misturada com a D-Carnitina, que é prejudicial ao processo de queima de gordura. A L-Carnitina é utilizada pela medicina em cardiologia e misturada ao leite de bebê

Antioxidantes-Os mais importantes suplementos para quem faz exercícios por mais de 40 minutos em mais de 4 x por semana, atuam na liberação dos radicais livres. São importantes para saúde, não diretamente para performance. Neles se enquadram as Vitaminas C, E, Betacaroteno e Coenzima Q-10 (primeira linha de defesa dos músculos contra os radicais livres) (Ciclo Q-E-C) N-Acetil-Cisteína, é um antioxidante com efeito anabolizante, precursor do mais importante antioxidante - o ácido lipóico - único a combater todas as formas de radicais livres.

Omega-3-Gordura essencial importantíssima para o atleta na prevenção de lesões e defesa contra inflamações musculares e articulares.

Phosphato de Sódio-Para atletas que fazem esporte anaeróbico, atua com redutor de ácido láctico.

Phosphagain-Único suplemento alimentar múltiplo de comprovado efeito, de acordo com o international journal of sports nutrition. BCAA e Glutamina-Aminoácidos que auxiliam no processo anticatabólico.



Dr. Roberto Borlido

O Dr. Roberto Borlido, que além da medicina esportiva, é especialista em acupuntura e mesoterapia, dá um macete extra: "os suplementos devem ser associados à técnicas de relaxamento e exercícios de alongamento, para diminuição do stress. É importante para o atleta intercalar com sua atividade esportiva principal outras atividades prazerosas, por exemplo, quem luta, praticar surf, e etc." e dividiu sua lista por objetivos:

Para uso geral:
Antioxidantes: vitamina C, E, Selenium, Ácido Lipóico, Glutathion (N-Acetil-Cisteina)
Minerais: (cálcio, magnésio, zinco e cobre)

Para ganho de massa muscular:
Creatina, Glutamina, Taurina, HMB (utilizado pela equipe olímpica norte-americana pelos efeitos anti-catabólicos), Whey Protein e Substituidores de Refeição (MRP's)

Para perda de peso e atuam também como desfatigantes:
Carnitina, Cromo picolinato, Pyruvato, Vanadyl-Sulfato

Para controle do stress:
Phosphatidyl, Serina, 5-Hidrox-triptofano (5HTP)

Proteção das Articulações:
Sulfato de Glicosamina, Condroitina



Bill Philips

Já na terceira edição do livro Sports Supplement Review, o conceituado Bill Philips - diretor da EAS, um dos maiores laboratórios norte-americanos, e editor da Muscle Media 2000, uma das melhores revistas do mercado - enumera os dez melhores e mais populares suplementos para atletas, em ordem de preferência. Segundo Philips, estes produtos não irão te deixar na mão, e qualquer atleta sério deve experimentá-los.

Creatina Monohydratada + Carbs: considerado o suplemento com maior resultado em ganho de tamanho e força. Notem que Bill adiciona o Carbs à creatina para colocá-la como o melhor suplemento. Isto é porque, como vimos em GM 13, testes evidenciam que consumir junto com a creatina algum liberador de insulina como dextrose melhora em muito os efeitos do complemento.

Whey Protein - Sem proteína, não se constrói músculos, e a Whey Protein, ou proteína do soro do leite, é considerada a proteína com melhor relação custo benefício no mercado de suplementos. Maior detalhamento em GM no 15.

HMB - O suplemento beta-hydroxy-beta-methylbutyrate (HMB), que abordamos separadamente em GM 17, é um dos mais populares suplementos do mercado atual, junto à creatina, whey protein e os subs-tituidores de refeição (MRP's)

Cafeína/Efedrina/Aspirina ou ervas equivalentes - Para o objetivo de perda de peso, este coquetel, apesar de controverso, é uma das maneiras mais utilizadas pelos atletas norte-americanos no cumprimento desta meta. Não é recomendável o uso desta associação sem consulta de especialistas.

Suplementos de Proteína e Carbohydratos pós-exercícios - Em uma área tão polêmica, este é um dos ponto mais seguros: uma maneira garantida de melhorar a recuperação, estimular os níveis de energia e acelerar o crescimento muscular é simplesmente tomar um suplemento rico em carbohydratos e proteínas após o treino.

Glutamina - Considerado o mais importante aminoácido para atletas, pois seu corpo não produz glutamina suficiente para atender à demanda provocada pelo stress de um treinamento puxado. Aguardem matérias futuras sobre este aminoácido.

Antioxidantes - Como o uso destes suplementos tem sido extremamente populares pelo sedentário, normalmente os atletas tendem a achar que não se aplicam a eles. Não é verdade, os antioxidantes são importantes para diminuir a quantidade de radicais livres que danifica as células após os exercícios, e isto pode resultar no efeito indireto de melhorar o seu tempo de recuperação, fortalecer o sistema imunológico, e etc.

Vitaminas e Minerais - Como os anti-oxidantes, não são excitantes, mas vitalmente importantes. Se o seu corpo apresenta deficiências de vitaminas, obviamente não conseguirá assimilar adequadamente outros suplementos.

Meal-Replacement Powders (MRP's) ou Substituidores de refeição - É o melhor "fast food" para atletas. Rapidamente você pode fazer um refeição, por um preço barato e de muito melhor nutrição que o hambúrguer com refrigerante encontrado nos tradicionais fast foods. Explanamos mais estes "saquinhos milagrosos" em GM 14.

Gorduras Essenciais - Dizer simplesmente que gordura faz mal é errado. Existem gorduras boas e más, e algumas delas são essenciais para o organismo, sem mencionar a melhora no aumento muscular e no metabolismo das outras gorduras. As gorduras saturadas fazem mal e não servem para nada de útil, exceto serem queimadas como energia. Mas as não saturadas, são consideradas essenciais, como o omega-6 e omega-3.

Continue lendo...

Musculação





Alimentação
Suplementos
Anabolizantes
Exercícios

Por mais brandos que sejam os movimentos, eles obedecem a toda uma programação especial dependendo do músculo a se trabalhar."Não são todos os exercícios que podem ser feitos todos os dias", alerta o professor de educação física Isaías Gonçalves Rodrigues, com pós graduação em nutrição e fisioterapia pela Universidade de São Paulo. Os grandes grupos musculares - peitorais, pernas e costas devem ser exercitados dia sim, dois não. Braços, abdome e glúteos, por sua vez, precisam de 24 horas de repouso. O intervalo é importante para que os músculos se regenerem. Isso mesmo. Só se conseguem resultados graças a pequenas lesões na musculatura. Os exercícios agridem. Machucam. É como um tecido que se esgarça. Não fosse assim, os músculos jamais inflariam. No descanso, por conta de uma explosão química dentro das células, as fibras musculares se restauram . Ficam mais fortes e grossas. O tecido muscular é formado por filamentos de proteínas. Um desliza sobre o outro quando os músculos se contraem. Alvos de ataques mais duros, rompendo-se. Rupturas microscópicas, diga-se. Há perda de conteúdo protéico. Para curar as fibras musculares, o organismo produz novas células - idênticas às que foram destruídas. Como mecanismo de defesa, no entanto, a recomposição de proteínas dentro das células é bem maior. Com isso, a massa muscular cresce. Por isso mesmo cuidado com os exageros, quando a lesão é grande demais não tem jeito.

Nova seção com exercícios localizados:

- Para a barriguinha sumir

- Para o culote desaparecer (em breve)

- Para um bumbum perfeito (em breve)

Confira uma tabela de perda calórica e veja quantas calorias vc perde por atividade física.

Primeiro você tem de saber o seu BIOTIPO e entender que o treinamento e a resposta deste treinamento vai variar de pessoa para pessoa.

Ectomorfo = É uma pessoa magra.Os atletas desse biotipo tem na pratica de musculação o objetivo de obter tamanho e ganho de massa muscular. Tem pequena porcentagem de gordura corporal e apresentam vantagens na pratica de esportes como corridas,ciclismo etc.Com um bom treino,alimentação e suplementação adeuquados,o Ectomorfo consegue excelentes ganhos musculares.

Mesomorfo = É o biotipo ideal para obter bons resultados na musculação,pricipalmente aqueles que tem ombros largos e cintura fina.São privilegiados,pois possuem baixa gordura corporal,boa estrutura ossea e densidade muscular que facilitam a pratica de musculação.

Endomorfo = Possui elevado peso corporal e tendencia a acumular gordura subcutanea.Neste caso,a musculação e'recomendada,pois sua pratica queima gorduras e proporciona aumento de massa muscular.


Informe seu peso (kg)* e sua altura (cm)*. O computador informa seu "IMC (Índice de Massa Corporal)" e o "Comentário".

* não utilize vírgula nem ponto.


Peso
Altura
IMC
Comentário


Treinamento Base:

Para um tipo corpóreo ectomorfo deve-se treinar de uma a duas partes do corpo por dia, fazendo entre 5 a 10 séries totais sendo que de 6 a 8 repetições cada série. Alimentação: 5 a 7 pequenas refeições diárias, com intervalos de aproximadamente 2 horas, tomar 1,5 g de proteína por quilo corpóreo. Tomar um shake proteico 90 minutos antes de dormir, e tomar todos os dias suplementos multivitamínicos e com minerais.

Para um tipo corpóreo mesomorfo deve-se utilizar exercícios básicos com isolação muscular, fazendo de 8 a 10 repetições cada série. Alimentação: ingerir 1,5 g de proteína por quilo corpóreo, e ingerir uma boa variedade de alimentos proteicos.

Para um tipo corpóreo endomorfo deve-se fazer com que o treino tenha uma alta intensidade com um mínimo de descanso entre as séries, não deve ser feita mais do que 8 séries para cada parte do corpo, com repetições entre 9 e 12 para as partes superiores do corpo e 12 a 25 para as inferiores (pernas, parturrilha). Alimentação: manter bem baixo o nível de ingestão de gorduras e calorias, ingerir uma grande variedade de alimentos proteicos, coma sempre e refeições pequenas pois assim você irá manter o nível de açúcar no sangue alto, controlando assim o apetite, coma devagar, eliminar o máximo de ingestão de líquidos, tomando cuidado sempre para não eliminar a água.

1

Continue lendo...

Os 6 melhores exercicios

Os 6 melhores exercicios


1.Agachamento Livre.

Sem duvida, e de longe o exercicio mais completo de cultura fisica. De fato, nao se trata de um exercicio de isolamento muscular total, enumeros musculos, para alem dos musculos pertencentes a coxa, estao implicados, na execucacao de Agachamentos. Existe um trabalho total do corpo, no intuito de cooperar com a intensidade do exercicio. Por consequencia este exercicio, possui um efeito desenvolvimento muscular global, significativamente similar ao exercicio de supino, mas a nivel geral. A execucao do exercicio, devera' ser acompanhada por um vigilante ou mesmo assitente. As costas do executante, deverao IMPRESCINDIVELMENTE
ser suportadas pelo respectivo cinto de musculacao. Se por qualquer razao nao for possivel a pratica de Agachamento Livre, o praticante podera' sempre optar em alternativa, por Agachamentos assistencia por maquina, que obviamente nao proporcionaram o mesmo efeito "global" do Agachamento Livre. De qualquer modo, parece ser sempre melhor efectuar Agachamentos assistidos, que coisa nenhuma.
Execução: Na posicao inicial, a barra devera' sempre estar a uma altura, tal que seja necessario flectir os joelhos para passar por baixo, e devera' assentar e firmemente "encaixar" no topo das costas, ligeiramente por cima dos ombros, ao nivel dos trapezios. Com a ajuda das maos, A barra deve estar bem segura para que nao haja perigo de escoregar (e' aconselhavel o uso de uma toalha, ou outra proteccao propria para o
assento da barra). Mas as maos apenas a devem amparar (polegares por fora), e nunca suste-la, caso contrario, estara-se a aliviar o peso da mesma.
Deve-se de seguida esticar suavemente as pernas, para levantar a barra dos suportes, e afastar-se com alguns passos, afim de se obter espaco para executar o exercicio. Com os pes (com calco ou sem) firmemente colocados no solo, e olhar fixo horizontal, sempre com o cuidado de manter as costa o mais direito possivel, deve-se descer suave e lentamente. Ao atingir a posicao de agachamento (o mais abaixo possivel, com a total flexao dos joelhos), nao deve haver momento de paragem, e o executante devera retomar imediata e consequentemente mas sem bruscidao nem balanco, o seguimento do exercicio, ie, o movimento de subida, e de regresso a' posicao inicial. Na posicao baixa, deve-se ter a preocupacao de "apontar" os joelhos o mais defronte possivel, assim como manter os ditos dentro do alinhamento do pes. Na posicao alta, e apos ter regressado da posicao baixa, deve-se marcar um curto momento de paragem, com as pernas totalmente esticada, com o intuito de manter a tensao sobre os musculos da coxa.


2.Supino (com halteres/barra).

Se de fato, nao se conhecesse o exercicio de Agachamento, este seria o melhor e mais completo exercicio de Culturismo. O exercicio de Supino, quando efectuado correctamente, consegue trabalhar, os peitorais, triceps, bicips, ombros, costas, e abdominais. Cada um destes musculos, durante o exercicio, fica pressionado para, suportar o corpo ou e' activamente envolvido no movimento do peso. Por isso, este exercicio e' sem duvida, um exercicio de trabalho muscular global da parte superior do corpo, pois nao aplica a sua accao apenas nos peitorais como muitas pessoas pensam. De facto, para o total isolamento dos musculos peitorais, existem muitos outros exercicios especificos e mais adequados.
Execução: A execucacao deste exercicio, pode ser feita com halteres ou barra. Na primeira hipotese o executante necessitara' da ajuda de outra pessoa para passar os halteres, enquanto que no outro caso, e' possivel levantar directamente a barra dos seus suportes sem ajuda de terceiros. No caso dos halteres, estes devem estar verticalmente no seguimento dos bracos sem que os cotovelos estejam completamente abertos. No outro caso os polegares devem estar por fora, e a pega da barra depende essencialmente do tipo de supino pretendido, fechado, normal ou largo. Faz-se descer suavemente a barra/halteres ate' ao nivel do peito (encostando a barra ao peito, a meio da zona entre o pescoco e mamilo). Mantendo as costas encostadas ao banco, e os pes firmemente "colados" ao solo, empura-se controladamente a barra/halteres ate' se APROXIMAR da extensao total dos bracos, e novamente repetir o movimento de descida. Deve-se inspirar no movimento descida, e expirar no movimento de subida. Sao aconselhadas Series de 8 a 12.


3.Abdominais (elevacao de tronco/pernas).

Sao os exercicios abdominais basicos e essenciais, para o desenvolvimento de uma boa cintura. Para alem da estetica, estes exercicios proporcionam uma boa preparacao para a execucao de muitos outros exercicios (Agachamentos por ex.) dada a importancia do grupo muscular em questao. Estes musculos trabalham de maneira intensiva, sera' por isso aconselhavel optar por Series, relativamente longas com um minimo de 30 repeticoes. Existem muitos outros exercicios abdominais, mas sao praticamente todos variantes especializadas destes dois.
Execução (elevação de tronco): Deitado sobre as costas, joelhos FLECTIDOS (com pernas levantadas ou nao) e maos SOBRE a cabeca (cruzadas ou nao sobre a nuca, ou sobre as temporas). Nesta posicao, deve-se encostar a coluna lombar ao solo (ou banco) e inspirar. Expirando lentamente e potentemente, deve flectir a coluna lombar, conduzindo o osso do esterno, na direccao do pubis (sem descolar do solo ou banco, a parte inferior das costas). Marca-se um tempo de paragem em posicao alta, encolhendo a barriga voluntariamente (trabalho dos transversais), com o intuito de procurar uma contracao maxima. Deve-se entao de seguida retomar o regresso ao solo ou banco, inspirando e controlando totalmente o movimento. Execução (elevação de pernas): Completamente deitado sobre as costas, com pernas estendidas E joelhos ligeiramente flectidos, o executante inspira, para depois, expirando, levar as pernas a' posicao vertical, sempre com a preocupacao de nao desencostar, a coluna lombar do solo (ou banco). Na continuidade do movimento, faz-se descer as pernas (no sentido oposto). Logo que que a coluna lombar descole do suporte (solo ou banco), deve-se elevar as pernas, sem interupcao e brusquidao no movimento, e sobretudo sem balanco, recorendo unica e exclusivamente ao grupo de musculos abdominais. Aqui mais uma vez, deve haver a preocupacao de maxima contracao, para isso marca-se um tempo de paragem em posicao alta. De seguida, executa-se o processo de regresso ao solo (ou banco), inspirando, controlando e conduzindo todo o movimento.

4.Puxador (atras/frente).

Verdadeiramente, as elevacoes em barra fixa, sao o melhor exercicio de costas. Mas visto, poucas pessoas serem capazes de efectuar 8 a 12 repeticoes na barra fixa, e' necessario arranjar um exercicio substituto. Nada melhor que os exercicios no Puxador. E' de facto, de longe, o melhor (segundo) exercicio para as costas, e mais especificamente para o musculo grande dorsal (Latissimus Dorsi), que se estende por baixo dos bracos, e que confere a tao desejada forma do tronco em V. Convem referir que enumeros praticantes, tem obtido um bom e satisfatorio desenvolvimento do grande dorsal, recorendo unicamente ao Puxador.
Execução (atrás). A barra deve ser agarrada com pega larga, e com os polegares no seguimento da mao, devendo o praticante procurar o melhor posicionamento das maos, que sendo confortavel, confira a maxima tensao aos musculos dorsais. Inclinando ligeiramente a cabeca e nuca para frente, o praticante deve puxar a barra, ate' esta se situar na base da nuca, e tocar na zona dos trapezios superiores. O movimento de ser suave e lento, com o fim de evitar magoar o pescoco, no momento do contacto da barra com o corpo.
No movimento de regresso, isto e', a subida da barra, a cabeca deve retomar uma posicao natural. Ou seja, o praticante deve levantar a cabeca, de modo a que possa focar a barra na sua posicao alta. A subida da barra, tb ela, deve ser suave e lenta de modo a proporcionar uma maxima tensao do grupo muscular.
Execução (frente): O exercicio de Puxador pode tb, ser efectuado, com o contacto da barra na parte frontal do corpo, isto e', na zona mais alta do peito. Dois pontos essenciais devem ser retidos, durante a execucao do execicio.
É' imprescindivel ao descer a barra, NAO "baloicar" para tras, isto e' inclinar o corpo para tras em DEMASIA. No momento do contacto com o corpo, DEVE-SE "sair" o peito na totalidade,
de modo a que este ENCONTRE a barra, e somente este a toque.


5.Desenvolvimento (frente/atras)

Como o Supino, este exercicio pode ser efectuado com barra ou halteres. Este exercicio, activa todo o conjunto de musculos que compoem os ombros, assim como os trapezios. Grande parte da tensao resultante deste exercicio, e' aplicada nos deltoides frontais e laterais, e menor enfase nos deltoides posteriores.
Os ombros possuiem um efeito importante na boa forma fisica, e nao podem portanto ser ignorados. Se nao tivessem sido criados outros exercicios especificos para deltoides, este exercicio seria sem duvida suficiente por si so'. .
Execução: Este exercicio pode ser executado sentado ou na posicao de pe'. Ambas as posicoes, fornecem um bom desenvolvimente muscular, sendo de referir que a execucao em posicao sentado, favorece uma proteccao das costas significativa. Por isso, e no caso da execucao na posicao de pe', e' IMPRESCINDIVEL o uso do cinto de musculacao. Com halteres, estes deverao na sua posicao mais baixa, situarem-se sensivelmente por baixo das orelhas do praticante. Onde dai, deverao subir, ate' que os bracos ao nivel dos cotovelos estejam QUASE abertos na sua totalidade. Com barra, o movimento e' significativamente similar ao exercicio do Puxador. E podera' consoante a vontade ser executado a frente ou atras. No caso do praticante, sentir que o movimento atras, se torna dificil ou desconfortavel, devera' tentar fazer descer a barra a' frente, favorecendo deste modo, os deltoides frontais, e atenuando a tensao, sobre os deltoides posteriores e laterais.

6.Gemeos (sentado/em pé).

Normalmente, pouca atencao, é dedicada a estes musculos. Muitas pessoas esquecem, o inestetico factor, que uns gemeos fracos e pouco desenvolvidos podem provocar, em relacao a umas coxas bem moldadas.
E' comum dizer que quando treinados intensivamente, os gemeos "ardem", e por isso, muitos praticantes evitam de certa maneira tal sensacao. Mas de facto, estes musculos, quando menosprezados e fracos, proporcionam uma ligacao fisica debil e deficiente. Sao importantes e necessarios na transmissao de energia do corpo, na corrida, marcha, salto, etc.
Execução: Este exercicio pode ser executado sentado ou na posicao de pe'. Ambas as posicoes, favorecem o desenvolvimento muscular. Convem no entanto
referir, que o exercicio sentado, oferece uma proteccao significativa das costas, pois o peso assenta na coxa e nao nos ombros como acontece na outra variante. E' RECOMENDAVEL por isso que o exercicio em pe' seja efectuado com o uso do cinto de musculacao, com a finalidade de prevenir possiveis lesoes dorsais e lombares. Na versao sentado, o praticante (sentado portanto) devera' assentar o suporte da maquina de maneira confortavel, e sensivelmente, entre a articulacao do joelho e a coxa. Em pe', o executante devera' assentar o suporte da maquina de modo confortavel sobre os ombros. Em ambos os casos, e' imprescindivel que as costas se mantenham direitas numa posicao natural, durante toda a execucao do movimento. Nos pés, apenas a parte dianteira (o que NAO significa apenas os dedos) dos mesmos, ie, a chamada "ponta dos pes", deve assentar sobre o respectivo bloco de suporte. O posicionamento dos calcanhares, pode ser, paralelo a coxa, desviado para dentro ou para fora, consoante a zona do musculo (medio, interior ou exterior) que se pretende trabalhar. A maquina deve ser previamente ajustada de modo a que o peso seja todo ele erguido no movimento de ascencao do exercicio. Erguendo os calcanhares, deve-se cuidadosamente destravar a maquina (esta deve ser destravada e travada sempre em posicao alta). Partindo da posicao alta, com o suporte bem assente nas pernas/ombros, costas direitas, e com os joelhos bloqueados (no exer. em pe') deve-se iniciar o movimento de descida dos calcanhares ate' que os musculos estejam totalmente alongado. Sem sobressaltos, deve-se lentamente levantar os calcanhares, apoiando e empurando a extremidade dos pes sobre o seu suporte, ate' a total extensao dos joelhos.

Continue lendo...

Anabolizantes

tanabol.jpg (4850 bytes)

anabol.gif (13680 bytes)

Quando se trata de anabolizantes, já se fica com um pé atrás... mas na verdade quando bem utilizados e receitados por quem entende do assunto, eles não se tornam tão nocivos.
O conteúdo desta página tem apenas o caráter informativo, baseado em experiências de quem se utiliza destas drogas.
Eu não aconselho nem desaconselho ninguém a se utilizar das informações contidas nesta página, pois a verdade, é que quem toma bomba sabe dos "perigos" decorrentes da utilização das mesmas.


Ciclos de anabolizantes (séries): 1 2 3 4 5


Esteróides anabolizantes são produtos químicos derivados da testosterona, o hormônio masculino. A produção natural do homem é de cerca de 17 mg por dia , que pode ser aumentado pelo estímulo do exercício pesado. As mulheres produzem somente 0,5 mg de testosterona, daí a sua dificuldade em adquirir massa muscular.

  1. A testoterona que está no sangue atravessa com facilidade a parede da célula até chegar ao citoplasma. Com anabolizante, a quantidade maior de hormonios obriga a célula a usar receptores para todas as pequenas moléculas.
  2. Mesmo sendo um hormônio sintetizado, o anabolizante tem o mesmo formato que o hormônio natural.No citoplasma da célula,encaixa-se nos receptores androgenicos, responsáveis exclusivos pelo transporte do hormônio masculino.
  3. O complexo formado pela testoterona e pelo receptor androgênico entra no núcleo onde está o DNA da célula. Cada complexo se combina com uma parte do DNA e, a partir dai, forma-se o chamado RNA-mensageiro (RNA-m).
  4. O RNA-m leva o código transmitido pelo DNA de volta ao citoplasma.A partir dai, inicia-se a fase efetiva de sintese protéica, pois os ribossomos (móleculas que carregam o aminoacido) já podem transportar os formadores da proteína.
  5. Cada ribossomo que carrega um aminoácido se fixa em uma parte do RNA.Toda a fita formada por combinações recebe os ribossomos e, dai, os aminoácidos vão se juntando até formar uma enorme cadeia. Essa cadeia é a proteína.
  6. Quando o atleta usa anabolizante,há muitas partíiculas de hormônio masculino no citoplasma. Isso acelera a atividade da célula e provoca a sintese de mais proteinas que o normal em um organismo sem as substancias sintéticas. Como as células musculares nao se multiplicam,elas ficam hipertrofiadas de proteinas que crescem mais que o normal. A massa muscular e a força,aumentam em cerca de 3 a 4 semanas.

Conheça algumas termologias:

Aromatização: Conversão de um andrógeno em um estrógeno.

Androgênico: Referente às características sexuais masculinas secundárias: agravamento do trimbre de voz, cabelo, etc.

Anabólico: Que causa aumento de massa corporal.

Hepatotoxidade: Que causa problemas hepáticos (fígado).

Existem hoje no mercado diversos produtos anabólicos sendo estes os mais populares:

Nome genérico Nome comercial Formulação Aromatização Anabólico Androgênico Hepatotoxidade
Androisoxazol Neopondren, Neo-ponden Comprimidos 5 mg Mínima Bastante Pouco Sim
Androstanolona Androlone, neodrol, anabolex, anaprotin, protona Oral (10 e 25 mg), injetável (100 mg/mL) Não Bastante Pouco Pouca
Boldenona Equipoise, parenabol Injetável (50 mg/mL) Pouca Bastante Médio Pouca
Etilestrenol Durabolin-o, maxibolin, orabolin Oral (2 mg) Pouca Pouco Pouco Bastante
Fluoximesterona Halotestin Oral (5 mg) Não Bastante Bastante Bastante
Mesterolona Androviron, proviron Oral (25 mg/mL) Não Bastante Médio Pouca
Metandienona Danabol, dianabol Oral (5 mg) Pouca Bastante Pouco Bastante
Metenolona Primobolan, primonabol Oral (5 mg), injetável Não Bastante Pouco Pouca
Nandrolona Deca-durabolin Injetável Pouco Bastante Pouco Pouca
Oxandrolona Anavar, lipidex Oral (2,5 mg) Pouco Bastante Pouco Bastante
Oximetolona Hemogenin Oral (5 e 50 mg) Pouco Bastante Pouco Bastante
Stanozolol Winstrol, stromba-jet Oral (2 e 5 mg), injetável (25 mg/mL) Pouca Bastante Pouco Bastante
Testosterona cristalina Durateston Oral e sublingual Média Bastante Bastante Não
Trembolona Parabolan Injetável Pouco Bastante Pouco Pouca

Logo abaixo estão descritos alguns ciclos (séries) que são ums dos mais utilizados: (estes ciclos são feitos por no máximo 8 semanas pois não adianta usar mais que 8 semanas , pois não haverá receptores disponíveis nos músculos, já saturados pelas 8 semanas anteriores.

1 - Anabolizantes utilizados:
- Winstrol
- Durateston

Winstrol 50mg segunda e quinta-feira
Durateston 250mg terça e sexta-feira

É tomado winstrol na segunda-feira e quinta-feira e durateston na terça-feira e sexta-feira.
Este ciclo dá como resultado massa muscular, força e uma definição muito boa.

2 - Anabolizantes utilizados:
- Primobolan
- Testoviron
- Hemogenin

Primobolan 50mg segunda, quarta e sexta-feira
Testoviron 250mg terça e quinta-feira
Hemogenin 1/2 todos os dias

É tomado primobolan na segunda, quarta e sexta-feira e testoviron na terça e quinta-feira e durante todo o ciclo (5 semanas) tomar 1/2 comprimido de hemogenin depois do almoço.
Este ciclo já é mais pesado que a anterior e resulta num aumento de massa, força e definição.

3 - Anabolizantes utilizados:
- Testex
- Deca Durabolin
- Durateston

Testex 250mg segunda e quinta-feira
Durateston 250mg terça e sexta-feira
Deca Durabolin 50mg quarta-feira

É tomado testex na segunda e quinta-feira, na terça e na sexta-feira toma-se durateston e na quarta deca. Essa série serve para dar força e inchar.

4 - Anabolizantes utilizados:
- Clembuterol
- Winstrol (comprimido)

4 clembuterol + 2winstrol (comp.) segunda, quarta e sexta-feira
4 clembuterol terça e quinta-feira

É tomado 4 comp. de clembuterol com 2 comp. de winstrol na segunda, quarta e sexta e 4 clebuterol na terça e na quinta. Essa série tem como objetivo "travar", portanto deve-se aliar a exercícios aeróbicos, como natação, corrida, etc...

5 - Anabolizantes utilizados:
- Deca-Durabolin
- Winstrol
- Durateston

Durateston 250mg 1°, 11° e 21° dia
Deca Durabolin 50mg 4°, 14° e 24° dia
Winstrol 50mg 7°, 17° e 28° dia

No 1°, 11° e 21° dia toma-se durateston, no 4°, 14°, 24° dia deca e no 7°, 17° e 28° dia o winstrol.
Este é leve em relação aos outros, mas com bons resultados em pessoas com o corpo mediano (nem magra nem gorda).

Sempre que se faz uma série de anabolizante deve-se tomar conjuntamente suplementos alimentares, tais como: aminoácidos, proteínas e carboidratos.
Como qualquer medicamento, o anabolizante é metabolizado pelo fígado, podendo então aparecer sintomas de hepatotoxidade, então sempre se toma algum medicamento de proteção hepática, o Xantinon B12 em comprimidos é muito utilizado, sendo que este é tomado dois comprimidos diariamente.
E a testosterona (durateston e testoviron) têm o risco de aromatizar e dar a famosa ginecomastia (peitos de mulher) o que também é evitado tomando-se meio comprimido de
Serofene diariamente.

Em duas a três semanas os efeitos já são notados, pelo menos no que diz respeito a força muscular, e o aumento de massa geralmente se dá a partir da quarta ou quinta semana. Vale lembrar que tanto os efeitos anabólicos quanto os efeitos colaterais são particulares e variam de pessoa para pessoa.


UMA BREVE DESCRIÇÃO DE ALGUMAS BOMBAS:

Fluoxymesterone (Android-f; Halotestin; Hysterone)
Esta droga é muito tóxica e é a primeira de poucas drogas que causa "Roid rages".É principalmente usada para aumentar a massa muscular.

Methyltestosterone (Android; Metadren; Primotest)
Esta não é uma droga tóxica é pricipalmente usada no almento do peso. Ajuda a aumentar a intensidade exterior da massa muscular.

Nandrolone Decanoate (Deca Durabolin; Hybolin Decanoate;Kabolin)
Esta é a primeira dos melhores anabolizantes avaliados nos E.U. É principalmente usado na associação com outra AS semelhante a testosterona Anavar/Primobolin. Este material dura um longo tempo no corpo do homem: em média 4 semanas.

Nandrolone Phenpropionate (Anabolin; Durabolin; Nandrocot)
Este de uma rápida ação Nandrolone Decanoate cerca de 5 dias no corpo.

Oxymetholone (Anadrol 50)
Anadrol é altamente anabolic/androgenic droga.Este causa os mais sérios efeitos; causa variações como cancêr no fígado este é atribuído a essa droga.

Stanozolol (Winstrol)
Esta droga é usada para homens e mulheres.Promove o anabolismo de proteína e baixa os androgenos.Não é considerado pelos veterinários injetar Winstrol-V.Este tipo de anabolizante serve para definir a musculatura.Tendo pouca oleosidade é menos nocivo para a saúde.

Testosterone (Andro-Cyp; Depo-Testosterone; Primotest Depot)
Esta droga inclui testosterona dissolvida na variação de éster que determina a dimensão máxima do corpo.Geralmente,Testosterone Propionate dura poucos dias no corpo.Testosterona Cypionate dura 1-3 semanas e Testosterone Enanthate 2-4 semanas.

Sostenon 250
Este é o conjunto de 4 testosterona que trabalha synergy que forma 1 outra .Uma testosterona forma uma pequena ação, 1-3 semanas, e o restante dura 4 semanas.Sostenon (na Europa é chamada de Sustanon) é uma droga muito poderosa que trabalha muito bem num ciclo grande.

Sten
Sten é um androgênico que é usado em poderosos ciclos. Essa testosterona é suspensa de óleo, a segunda é dihydrotestosterone.

Formebolone(Esiclene, Hubernol)
Esta droga é usada por atletas para duas cusas.Usada para instigar (inflamar, incender, excitar) os musculos para melhorar nas competições. Também é usado para ajudar a crescer o corpo. Ex.: é usado para correções como um braço está maior que o outro.Para você corrigir o musculo injeta-se Formebolone no musculo menor e trabalha com ele.

Methandrostenolone (Dianabol, Danabol, Metabolina, Nerobol)
Dianabol é usado pelos chamados "O primeiro dos campeões". A causa para que os atletas usem é para dar mais força (poder, resistência, energia) para eles.D'bol é um ganho de Peso e resistência (energia).

Oxandrolone (Anavar, Antitriol, Lonavar)
Esta é a mais segura AS ela promove o anabolismo de proteína. É a primeira a ser usada na assossiação de esteroids.


Efeitos colaterais dos esteróides:

Ginecomastia, ou seja, aumento do tamanho dos mamilos no homem com pendência e posterior acúmulo de gordura e aparência de seios femininos, tratáveis na maioria dos casos somente com cirurgia plástica. As drogas mais tóxicas citadas e uma grande quantidade tomada proporcionam esse triste efeito colateral.

Perda de cabelos: quem tem tendência a calvície deve se manter afastado dessas substancias, sob pena de ficar calvo em 2 meses.

aumento de espinhas e cravos pela maior oleosidade da pele.

diminuição do tamanho dos testículos e do volume de sêmen .

aparecimento de icterícia ,ou seja, coloramento de pele e mucosas pela cor amarela, devido a sobrecarga hepática.

Em mulheres, engrossamento definitivo da voz, aumento do tamanho do clitóris e desregulação do ciclo menstrual.

Os esteróides causam esterilidade , mas reversível e só instaladas durante o uso . Não causam aumento de agressividade, conforme pesquisas recentes nos USA mostraram e alteram a libido , para mais ou para menos , dependendo a pessoa.

Continue lendo...

Design by UsuárioCompulsivo ^